Departamentos

Artigos Recentes

Comentários recentes

Produto

Este artigo foi criado para inaugurar a secção de Opinião aqui do audio:blog. Pretende-se com este espaço criar artigos de opinião que possam atrair comentários dos utilizadores/leitores e fomentar algum diálogo (dentro dos limites do que se pode fazer num blog).

O tema do design no equipamento não deixa de ser interessante. Se você está a ler isto, provavelmente é um fanático de equipamento de som como qualquer um de nós. E provavelmente gosta de aparelhos com botões.

E se é verdade que o design – seja de equipamento áudio ou de qualquer outro tipo – é tão importante como o marketing, o que gostaríamos de saber aqui é o quão importante é, para si, ter equipamento “agradável à vista”.

Ou a única coisa que o preocupa são apenas as características e especificações?

Comentários
  1. Quando falas de design estás a referir-te ao aspecto do aparelho? Ou ao design propriamente dito? É que são duas coisas diferentes embora o design integre tudo.

    Hugo Mendinhos | 3 de July de 2009

  2. Sim, claro, tens razão. Devia ter sido mais explícito. Quando falo de design neste artigo estou a falar apenas da aparência do equipamento. Assumindo que dois aparelhos têm exactamente as mesmas funções, a pergunta é se será que a aparência é muito importante? Ou apenas as funções?

    André Toscano | 3 de July de 2009

  3. É pá eu acho q sim. É importante. É como com os automóveis ou qualquer outro objecto. Se calhar o problema é que não há assim tantas marcas com tantos produtos similares que te permitam ter uma grande escolha. Há sempre um produto que tem mais qualquer coisinha que o outro nao tem. Mas se houvessem dois produtos que fizessem exactamente a mesma coisa e com o mm tipo de qualidade, eu preferia aquele que ficasse melhor no meu estudio. 🙂

    Hugo Mendinhos | 3 de July de 2009

  4. Eu concordo com o HUgo nisto (a pessoa que comentou primeiro).A aparência das coisas é importante pq nos sentimos mais atraidos por um design do que por outro. Nao sei se é assim tao importante em equipamento profissional.Se calhar é mais ipods e electrodomésticos.

    A. Calvo | 3 de July de 2009

  5. Pois, eu percebo. A malta do som é treinada para pensar racionalmente acerca destas coisas. Mas em grande parte dos casos, foi o prazer de mexer em botões e pôr coisas a funcionar que nos trouxe a este meio. Eu também acho que a aparência das coisas é importante. Não é por acaso que todos os equipamentos de alta gama têm um ar mais “bruto”, com grandes botões e vuímetros. Se calhar quanto mais concorrência existe, mais ainda a aparência se torna importante.

    André Toscano | 3 de July de 2009

  6. Pois, eu até acredito que haja quem adquira uma unidade de rack só para olhar para ela, porque fica bem no estúdio, mesmo que pouco a utilize. Eu não me posso dar a esse luxo, mas há marcas cuja aparência dos produtos eu antipatizo, mesmo que saiba da sua boa reputação. Acho, no entanto que para um músico ou um técnico, a qualidade funcional prevalece sempre.

    Vítor Teodósio | 3 de July de 2009

  7. Antes do mais parabéns pelo site…belo design 🙂

    “E provavelmente gosta de aparelhos com botões”

    😀

    sim, botões e luzes, proporções, linhas, simplicidade intencional…enfim, tudo o que pode mexer com alguém estéticamente sensível…simplesmente fascinante… Na escolha, entre especificações equivalentes e pouca diferença no preço…design matters. Analizando a questão, o emocional terá no mínimo um peso directamente proporcional ao investimento feito pelas marcas em design e marketing (estou a falar do Design que procura algo mais que a funcionalidade ou facilidade de utilização) Na minha opinião este design induz à percepção de profissionalismo, competência e resultados… e não é só no equipamento, pois num estúdio, grande ou pequeno o cuidado, o desenho, a arrumação, o volume e estética do de equipamento estão directamente ligados a essa percepção, e embora todos saibamos que a relação não é directa e até por vezes inexistente, é o lado do emocional que nos seduz um pouco a todos.

    Não tenho dúvidas, o design do equipamento é fascinante, importante e até indispensável para a venda em larga escala, pois quem não vende pela competência excepcional ou produz para um mercado extremamente concorrencial, tem necessariamente de apelar ao emocional…ou seja, botões, luzes, acção 🙂

    as minhas desculpas pelo longo discurso…tenho que ir + x ao twitter 🙂

    APF | 4 de July de 2009

  8. Olá, olá.

    Estou muito contente por agora existir um espaço de discussão sobre equipamento e música. Em relação à questão que levantaram, acho que o design é extremamente importante. Não só para vender o produto mas também para o próprio utilizador. Imaginem o que seria usar um sequenciador com gráficos estilo ms-dos… O conforto visual é essencial mas também o lado fetiche destes objectos não pode ser menosprezado. Se vamos gastar dinheiro num microfone, é óbvio que vamos querer que ele fique bem no nosso estúdio.

    Abraços

    Luís Nunes | 11 de July de 2009

  9. eu cá acho fabulosa a ideia de uma mesa d estudio com 4 ou 5 fatias abertas, chaves tecnicas e ferro de soldar em cima. O esparguete nas redondezas da mesa tbm é apelativo! portateis e dossiers em cima não incomodam dpois dos knobs estarem afinados, ao contrario do q muita gente possa pensar:) a energia têm é q fluir. perdoem.me os comentadores anteriores mas foram muitos anos a ver bladerunner e MadMax.

    EDuardo couto | 28 de January de 2011

Presenteie-nos com o seu comentário.